Leitores

A Chave (Alice Spindola) Brasil no Livro I

A Chave

No meio da noite, configura
a fragrância das palavras mágicas
Na chave da noite, a ternura,
pluma que verte enigmas

Nas mãos do tempo,
o arado que rasga os mistérios
do sentimento que define
O homem da meia noite,

em seu caminho de volta
que faz

ao adentrar a meia lua
das unhas dos enigmas.
A mão da noite destrava a chave
da fragrância das palavras mágicas

Alice Spindola

4 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Talvez a nova semana tenha dificuldades, ainda assim haverá alegrias...
Talvez a nova semana tenha preocupações, ainda assim haverá soluções...
Talvez a nova semana traga alguns atritos, ainda assim trará o desafio do aprendizado do convívio...
Talvez não seja exatamente como a queremos, mas podemos nos surpreender e alegrar com o que nos trará.
Tomemos a nova semana com disposição de vivê-la do melhor jeito, de abraçar a parte feliz e de aprender com o que contrariar a nossa expectativa.
Tenhamos boa vontade com a nova semana e um sentimento de profunda gratidão à vida.
Um abraço

Carlos Barros disse...

Magnifica Alice Spindola.
Gosto muito do seu poema chamado " A Chave" Grande poeta, contista, tradutora e tantos outros atributos.
Belo Tributo.
Abraços.

J.G disse...

Bem, para que palavras? Nenhumas serviriam para descrever tal arte exprimida em versos.

Com muito respeito por um bom artista, um bom escritor, um abraço.

fernando oliveira disse...

Amigos (as), no meu e no nome da Alice, agradeço a vossa simpatia.

abraços

fernando